TINTAS NATURAIS

 

Na origem: Algumas pesquisas demonstram que a maioria das tintas que usamos hoje, tem um processo de produção que gera um descarte de produtos tóxicos muito grande.

 

Na aplicação: Na composição das tintas, alguns compostos são voláteis oque causa nos pintores problemas de saúde como doenças pulmonares. É muito comum conhecer um pintor que com 40 anos de idade, já tem que se “aposentar”.

 

Na vida útil: Os mesmos compostos continuam no ar por anos. Conhecidos como COV’s(compostos orgânicos voláteis), durante a vida útil das pinturas, os ambientes internos das casas, sem que agente perceba, são bastante poluídos.

 

Tintas Naturais: A proporção é um saco de 5 Kg de cal, para 10 Litros de água e 1 Litro de Sumo de Cactos, o pigmento é a gosto. Dá para fazer o mesmo com pigmento de terra.

TINTA A BASE DE POLVILHO

 

  • 200 ml de Óleo (linhaça ou similar)

  • 500 ml de Grude (mingau de polvilho)

  • 50 gr de leite em pó1 litro de soro (de leite), se não tiver soro, colocar mais 50 gr de leite em pó em 1 litro de água.

  • 1 colher de vinagre (para o grude não fungar)

  • 1 copo de Terra peneirada (50% argila e 50% areia fina)

  • Pigmento a gosto (pode ser pigmentado por argila, açafrão, cal…)

OBS:

Pó xadrez vermelho ou amarelo são óxido ferroso então podem ser utilizados (as demais cores de pigmento em pó não)

Acrescentar água conforme a textura desejada.(importante da textura é verificar se está grudando um pouco, para pegar na parede)

Cal pode dar mais plasticidade, mas dependerá da cor que se pretende gerar. Com Cal, a cor sempre fica “pastel”.

Nota: Esta tinta não serve para ser aplicada em cima de pintura em látex anterior. Funciona em parede após reboco ao em cima de pintura anterior a base de cal.